Motoristas cobram atitudes do poder público contra violência

Depois de 26 ocorrências de violência contra motoristas do transporte coletivo maringaense, nesta sexta-feira (1), os trabalhadores presentes na Assembleia Geral organizada pelo Sinttromar decidiram cobrar que o poder público tome alguma atitude para que os casos não se repitam.

O sindicato já notificou as empresas de transporte, o município, a Polícia Civil, Militar e a Guarda Municipal, para que haja um trabalho mais efetivo de policiamento nas linhas de maior incidência de violência. Caso isto não ocorra, foi decidido por unanimidade que haverá greve.

O caso mais recente de agressão ocorreu esta semana, quando um motorista idoso – com mais de 30 anos profissão – foi agredido por uma adolescente de 17 anos, que teria se irritado porque pegou o ônibus errado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 19 =