Sinttromar pede participação de Ulisses na negociação com a TCCC

Dirigentes do Sindicato dos Motoristas Rodoviários de Maringá (Sinttromar) se reuniram no Paço Municipal, nesta segunda (31) à tarde, com o prefeito Ulisses Maia (PSD). Em pauta esteve a garantia da data-base dos funcionários da TCCC, empresa concessionária do transporte coletivo urbano.

Presidente do Sinttromar, Ronaldo José da Silva iniciou a reunião apresentando a luta da categoria pela manutenção dos direitos, como o pagamento do reajuste salarial e a participação nos lucros e resultados (PLR). No período da pandemia, a empresa tem alegado dificuldades financeiras para cortar benefícios dos trabalhadores.

Reunião do Sinttromar com o prefeito Ulisses Maia – Foto: Luiz Fernando Cardoso/Sinttromar

Segundo Ronaldo, não tem faltado disposição em negociar. Para viabilizar o PLR, pago em duas parcelas anuais (em setembro e fevereiro), o sindicato já propôs à empresa uma divisão do pagamento em quatro vezes. “Se não houver um entendimento [na data-base], a probabilidade de uma paralisação é muito grande”, disse o presidente.

Vice-presidente do Sinttromar, Emerson Viana Silva destacou que já houve contrapartida dos trabalhadores durante a pandemia. Para evitar demissão em massa e assegurar direitos, os motoristas tiveram redução no salário pago pela empresa e também em benefícios como o vale-alimentação. “Querendo ou não, o governo federal já deu um fôlego para a empresa na pandemia”, disse Viana.

Os dirigentes pediram apoio do prefeito na interlocução com a TCCC. Uma audiência na Justiça para tratar do dissídio coletivo está prevista para o próximo dia 11, e Ulisses disse que a administração se fará representar na audiência. O prefeito acrescentou que tratará do assunto em reunião com diretores da TCCC.

Pode dizer [à categoria] que recebi a pauta de reivindicação do sindicato e que estamos juntos, porque ninguém está pedindo aumento”, comentou Ulisses que, na reunião, acompanhado do secretário de Gestão, Clovis Augusto Melo.

Reivindicações

O Sinttromar aproveitou a reunião para apresentar outras três pautas dos trabalhadores da TCCC. Uma delas é a instalação de um bicicletário no Terminal Intermodal (além do já existente), destinado aos motoristas que querem ir ao trabalho de bicicleta.

Os dirigentes solicitaram uma sala para o Sinttromar no segundo piso do terminal, o que ampliaria a atuação da entidade no atendimento aos trabalhadores. O sindicato apresentou, ainda, uma reclamação dos motoristas, que têm se sentido desrespeitados por seguranças do terminal e situações específicas. Ulisses disse que tomará providências também nessas três pautas da categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 1 =